Moinhos de Vento na Apúlia

Detalhes… No “Reino” mágico do Minho… Moinhos nas dunas da Praia da Apúlia…

_________________________________________________________________________________________________________________________

“Acho que os sentimentos se perdem nas palavras. Todos deveriam ser transformados em acções, em acções que tragam resultados.“ – Florence Nightingale

_______________________________________________________________________________________________________________

Moinhos de vento nas dunas, junto a areia da praia da tradicional e antiga vila piscatória da Apúlia. Desde sempre que os seus habitantes aproveitaram o facto de esta costa ser constantemente fustigada por ventos vindos do oceano e construíram estes belos Moinhos de Vento que, apesar de já não moerem o cereal, são património cultural.
A praia da Apúlia, hoje, é conhecida principalmente como zona de veraneio. No entanto a baía, dadas as suas boas condições naturais, foi usada desde a presença romana na Península, como local de carga de mercadorias. Várias referências medievais surgem na documentação, provando a importância agrícola desta região.
À semelhança do moinho ribeirinho, este tipo de moinhos utilizavam o mesmo sistema para moer os cereais, sendo a única diferença, a força motriz, isto é, enquanto que nos moinhos de rio eram movidos pela força das águas, o moinho de vento é movido pela força do vento. O vento fazia mover uma espécie de velas pequenas fixas em paus que depois moviam a pedra que triturava o cereal, no interior do moinho.
(41°29’15.60″N 8°46’55.18″W) Apúlia – Esposende – Braga – Minho – Região Norte – Portugal
____________
Por Daniel Jorge
Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado