Redes Sociais – o sorriso que traz desgraças

O Instituto de Apoio à Criança promoveu no passado dia 8 de julho um webinar dedicado à utilização de tecnologia durante as férias, com a presença do Professor Catedrático Jubilado de Psiquiatria e Saúde Mental Daniel Sampaio da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, entre outros especialistas.

Todas estas iniciativas devem ser elogiadas, até porque existem muitos pais e mães babados que gostam de colocar nas redes sociais – com destaque para o Facebook — as fotos dos seus rebentos e exibir algumas das suas habilidades.

Todos sabemos que os nossos filhos são os melhores do mundo mas isso tem pouco interesse para os outros pais – porque eles pensam os mesmo dos seus herdeiros.

Todos os anos, no dia 5 de Fevereiro se celebra o Dia da Segurança da Internet, em que os pais são sensibilizados a acompanhar as viagens dos filhos nesse mundo sem fim. Mas parece ser um alerta inútil. Ora, esse cuidado começa pelos pais que tantas vezes se comportam como crianças.

Portam-se assim porque ignoram que um simples clique, uma imagem partilhada pode dar início a um pesadelo. O que para um pai ou mãe é uma inocente foto do filho, tirada na praia, para outros pode representar um verdadeiro objecto erótico.

E não podemos acusar o Facebook disso. Um estudo desta rede gigante  dá conta que mais de 60% dos novos pais britânicos publica no Facebook fotografias dos seus filhos recém-nascidos quando estes têm menos de uma hora de vida.

Por mórbido e execrável que nos possa parecer, estas fotos são uma verdadeira delícia para os pedófilos e maníacos obcecados pela busca constante de fotografias infantis na internet.

O problema começa quando estas imagens são de crianças nuas ou nas quais seus filhos, recém-nascidos ou já um pouco maiores, fazem determinadas posturas. O Verão é uma época que favorece  estas imagens. O pedófilo busca isso constantemente e, ao ver a fotografia da criança, crescerá nele o desejo sexual de possuí-la.

Os pais novos conhecem touch-screen e usam-no nos telemóveis e outros artefactos. Mas o que isso tem a ver com a pornografia?

Tem tudo a ver, porque muitos pais têm tanto de babados como de incautos: além da visão, o tacto aumenta o prazer. As fotos são vistas, contempladas, observadas com zoom, aumentando, com os dedos, zonas íntimas, que aumentam a obsessão do pedófilo.

Voltemos aos números oferecidos pelo Facebook Itália: em 2012, 300 mil os menores de 13 anos tinham um perfil nesta rede social – um número que só tende a crescer, apesar do aparecimento de novas redes como Instagram, Tik Tok ou Twiter

Todos os dias, só no Facebook, há 600 mil tentativas de entrar numa conta de terceiros… Para proteger as suas passwords, ligue-se a www.internetsegura.pt e descubra as ferramentas de protecção que pode utilizar.

A imagem do seu filhote ou filha  que circula online pode ser adquirida e usada por terceiros, sem que haja uma autorização prévia do legítimo titular –  no caso dos menores, são os próprios pais.

Este é um caminho longo e complexo, muitas vezes incapaz de eliminar toda mancha de violência sofrida pelo menor, às vezes vítima da obsessão do pedófilo, mas sobretudo da incúria dos pais.

Costa Guimarães, jornalista

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com