Na morte de Jorge Coelho

A morte repentina de Jorge Coelho, além de dramática, marca o desaparecimento de um político nacional respeitado no país e sobretudo no PS a quem apresentamos sentidos pêsames.
Desenhou e teceu uma alternativa política em Portugal preparando a liderança de António Guterres, mobilizando o país para um debate que nunca tinha acontecido – os estados gerais do PS para quem convidou militantes mas também simpatizantes do partido para construir uma alternativa ao chamado cavaquismo.
Fê-lo sempre ao centro respeitando a tradição soarista e nas tensões Seguro-Costa foi o fiel da unidade do PS.
Abandonou a política no tempo que escolheu e encontrou espaço para investir na sua terra num combate sereno e sério.
Os nossos pêsames à família.
Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com