Carlos Carvalhal, o rosto do futuro

Carlos Carvalhal, treinador português de 56 anos, atualmente no SC Braga, é a meu ver o rosto do futuro.

O treinador minhoto não é uma personalidade qualquer, tem já muita história no futebol, principalmente português. Carlos Carvalhal foi jogador profissional no FC Porto e no SC Braga, entre outros clubes, terminando a carreira como futebolista na época 95/96. Regressou ao futebol na época 98/99, como treinador começando no Espinho e de seguida, representando o SC Freamunde, seguindo daí em diante a sua carreira nos campeonatos nacionais, isto com apenas 34 anos.

Depois de vários anos em Portugal, teve algumas experiências no estrangeiro, principalmente em Inglaterra, no Sheffield Wednseday e no Swansea City. Regressou a Portugal para representar o Rio Ave na época 19/20 e, neste momento representa o seu SC Braga, a sua casa. Ao longo de mais de 20 anos de carreira, tem dois títulos: uma Taça da Liga no Vitória FC na época 07/08 e a Taça de Portugal conquistada no ano passado com o SC Braga.

Na passada quinta-feira, viveu um dos momentos mais altos da sua carreira ao disputar os quartos-de-final da Liga Europa contra o Rangers. O Braga foi eliminado e a reação de Carlos Carvalhal foi algo que já não via há muito no futebol profissional. O treinador minhoto emocionou-se visivelmente ao agradecer aos adeptos e, como vemos na imagem confortou os jogadores ainda em lágrimas. 

A meu ver, Carlos Carvalhal é um treinador diferente dos demais e, um exemplo a seguir. Luís Freitas Lobo disse na transmissão da Sport TV que a sua passagem em Inglaterra moldou a sua personalidade e isso nota-se em variadíssimas ações e ideias do técnico minhoto. Durante o jogo mantém uma postura serena, não se exalta com a arbitragem e foca-se no que pode controlar, as suas opções, a sua estratégia, a sua equipa e, depois do jogo, se achar necessário criticar a arbitragem, fá-lo na Conferência de Imprensa.

As equipas de Carvalhal praticam um futebol positivo e apelativo a quem o assiste, algo que tem sido muitas vezes desprezado no futebol, o chamado “jogar futebol bonito”. Sente o futebol como ninguém, talvez por estar no seu clube de coração, mas é algo também vincado na sua personalidade. Lança jovens e tem confiança em todo e qualquer jogador do seu plante, apesar de estar num clube que o permite pela qualidade da sua Cidade Desportiva, não tem medo de lançar um jovem de 16 anos ou até mesmo um jogador com poucos minutos, tendo por isso utilizado um total de 41 jogadores esta época. 

Carlos Carvalhal, tem a mentalidade cada vez mais necessária no nosso futebol, a mentalidade inglesa, de se focar no futebol e não nas quezílias ou nas decisões da equipa de arbitragem. Quanto mais personalidades no futebol português houverem como o treinador minhoto melhor será o nosso futebol. 


Por David Carvalho –Foto: Fonte- Instagram SC Braga 

 

 

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com