Enquadramento mineiro a Norte – perspectiva “muito atraente”!

As imagens que se apresentam nas fotos correspondem às barragens do Alto Rabagão e Venda Nova, concelho de Montalegre, das mais importantes e estratégicas  do Norte de Portugal, situadas em região Património Agrícola Mundial e Reserva da Biosfera e no seio de uma comunidade cujos negócios de produção / comercialização de produtos alimentares de de origem protegida, são determinantes.

Alimentam o rio Cávado de onde a companhia Águas do Cávado faz captação e tem concessão para abastecimento das redes públicas dos concelhos de Barcelos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Santo Tirso, Maia (parte norte), Vila Nova de Famalicão, Trofa e Esposende, ou seja, região Norte do Grande Porto.

Ora, o Governo Português concedeu direitos de exploração de lítio numa mina com operações a céu aberto a instalar próximo da margem da barragem do Alto Rabagão. Concedeu, digo eu, a uma empresa que nunca operou uma mina, que não tem qualquer certificação Ambiental ou de Segurança baseada em normas Internacionais e que o próprio ministro do Ambiente  Matos Fernandes já referiu ter falta de profissionalismo ( Jornal i, Abril de 2021).

Parece inverosímel mas… ainda não viram tudo. Na barragem da Venda Nova, situada a jusante da do Alto Rabagão e interligada com esta ( e que também abastece o rio Cávado), o Governo Português concedeu direitos de exploração de volfrâmio (e outros elementos / minerais), a uma outra empresa que também não tem qualquer certificação Ambiental ou de Segurança do género das referidas e que poderá operar numa mina a instalar próxima da margem desta barragem, com operações a céu aberto.

Portanto, duas minas a céu aberto junto das maiores reservas de água do Norte do País que abastecem o rio Cávado.

Ou seja, a região Património Mundial do Barroso, as principais albufeiras do Norte do País, o rio Cávado, o Noroeste de Portugal e suas populações, poderão brevemente estar enquadrados neste cenário mineiro, acrescido de outros casos como as minas que poderão ocorrer em Seixoso-Vieiros ou Boticas,  e que poderão ter impacto no Tâmega.

Excelente perspectiva para o Norte de Portugal e para a sua reputação como destino  turístico, ambiental e atração de populações.


Por Baltazar Ribeiro

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com