Governo insiste em poupar com os enfermeiros

O discurso oficial de elogio aos enfermeiros no combate à pandemia não é levado a sério pelo seu sindicato que acusa o Governo de “continuar a poupar com os enfermeiros.

Em conferência de imprensa realizada em Braga considerou o sindicato o seguinte:

“É inadmissível que:

  1. Passados dois anos (Janeiro de 2019) a ARS Norte não tenha procedido à notificação da avaliação do desempenho dos enfermeiros.
  2. Tenham sido enviadas cartas ao Primeiro-ministro, Ministra da Saúde, Ministra da Modernização e da Administração Pública, Conselho Diretivo da ARS Norte e Diretores Executivos dos ACES da região e NENHUM TENHA DADO QUALQUER RESPOSTA VINCULATIVA, num total desrespeito pelos enfermeiros e pelo seu trabalho.

Esta não resposta por parte daquelas entidades é mais uma demonstração da política económica e de recursos humanos do governo: poupar à custa do esforço, competência, responsabilidade e total disponibilidade dos enfermeiros. Uma vergonha!

A perda salarial é de 200 euros/mês e o total acumulado é de 5600 euros a Janeiro de 2021 nos enfermeiros posicionados no início da Carreira de Enfermagem (1205€)

Apesar dos tempos diferentes e difíceis que vivemos não deixaremos de assinalar publicamente e com a mesma veemência, as reivindicações da profissão e dos enfermeiros”.

 

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com