Taxas de Juro dos empréstimos sobem até final do ano

Com a inflação a subir nos Estados Unidos e na Europa o aumento da taxa da juro irá crescer a partir de agora embora o BCE tenha decidido hoje manter o preço do dinheiro. Tudo indica que até dezembro a taxa cresça 0,25%. Começa a ser altura para preparar a contenção do crédito e iniciar um longo período de amortização, para quem puder.

A reunião do Banco Central Europeu (BCE) esta quinta-feira provocou um sell-off nas obrigações europeias, com os analistas de mercado a acreditarem que o regulador vai acabar mesmo por ter que subir as taxas de juro este ano, de forma a conter a inflação.

“A preocupação dos membros do conselho do BCE com os números da inflação é unânime”, assumiu Christine Lagarde. O Banco Central Europeu manteve o rumo da política inalterado, mas a presidente avisa que as próximas semanas serão “críticas” para reavaliar as medidas na reunião de março.

Em consequência, as yelds da zona euro registaram um agravemento acentuado, liderado pela Itália, onde as taxas de juros a dez anos avançaram 19,3 pontos base, para os 1,619%.

Na Alemanha, referência para o bloco, a subida foi de 10,2 pontos base – a mais alta desde 2020 – para uma taxa de 0,138%, que não era vista de 2015.

Na Península Ibérica, também houve agravamento dos juros, com variações semelhantes em Portugal e em Espanha. Por cá, os juros avançaram 14,8 pontos base para 0,854%. A dívida a dez anos de Madrid escalou 14,5 pontos base para 0,927%.

INGLATERRA SOBE JUROS DUAS VEZES EM TRÊS MESES

Banco da Inglaterra elevou as taxas de juros pela segunda vez em três meses nesta quinta-feira, colocando o Reino Unido muito à frente do resto da Europa e dos Estados Unidos na tentativa de controlar a inflação que está pressionando consumidores e empresas.

O comité de política monetária do banco votou por 5 a 4 para aumentar sua taxa básica de 0,25% para 0,5%, com os membros dissidentes defendendo um aumento maior. Também votou por unanimidade para começar a reduzir as participações do banco em dívida do governo do Reino Unido e títulos corporativos, que havia construído para fortalecer a economia desde a crise financeira global há mais de uma década.

A chefe do Banco Central Europeu disse que a inflação recorde pode durar “mais do que o esperado” e parece abrir a porta para um aumento da taxa de juros este ano.

Questionada duas vezes por jornalistas na quinta-feira, Christine Lagarde se recusou a repetir comentários anteriores de que um aumento da taxa era “muito improvável” este ano. Ela disse que as autoridades prestarão muita atenção aos números e revisarão sua postura de inflação no próximo mês.

Ao mesmo tempo, ela disse que o banco manterá seu cronograma de retirada do estímulo económico usado para amortecer o impacto da pandemia de COVID-19 , o que deixaria apenas um pouco de espaço para um aumento neste ano. Qualquer aumento teria que seguir o fim das compras de títulos, agora prevista para outubro.

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com